26.9.06

A miopia de Lutero

Martinho Lutero, quem diria, disse que Jesus “comportou-se com tanta humildade e associou-se com homens e mulheres pecadores, e por conseqüência não foi grandemente estimado”, sendo que por conta disso, “o diabo fez vista grossa e não o reconheceu. Pois o diabo é míope; ele olha apenas para o que é grande e elevado e se apega a isso; não olha para o que está embaixo e abaixo dele”.

Gostaria que Lutero me explicasse um pouco mais essa coisa de que o diabo não prestou a devida atenção em Jesus. O Novo Testamento mostra um diabo perfeitamente consciente da identidade de Jesus, como também acuado de medo e submisso à autoridade do Filho do deus Altíssimo (leia Marcos 5.6,7, só pra ter uma idéia).

Mas meu foco principal não é esse. De fato, adoraria também saber de onde foi que Lutero tirou a idéia de que o homem está embaixo e abaixo do diabo. Admiro o Lutero, justo ele que, em minha humilde opinião, fez a opção correta ao traduzir o verso 5 do Salmo 8, onde se diz claramente que o homem foi criado “pouco abaixo de Deus”. Os tradutores se dividem, com ampla maioria concordando com Lutero, entre dizer que o homem está abaixo dos anjos ou abaixo de Deus. Alguns ficam encima do muro e traduzem “abaixo dos seres celestiais”. Mas a maioria esmagadora opta por colocar o homem em posição de autoridade sobre todo o universo criado, inclusive anjos e demônios. Lutero fez isso em sua tradução da Bíblia alemã em 1545.

Fico a me perguntar esta miopia na hierarquia dos seres criados, colocando o homem abaixo e embaixo do diabo, não explica o pessimismo antropológico da teologia tradicional. Toda vez que a dignidade do homem é usurpada o futuro da história fica mais sombrio. E os que vivem da religião mais radiantes.

1 Comments:

Blogger Mariana said...

Este comentário foi removido pelo autor.

7:21 PM  

Postar um comentário

<< Home


Ed René Kivitz
Pastor da Igreja Batista de Água Branca (São Paulo), autor e conferencista.
+ Saiba mais


LANÇAMENTO

Os artigos reunidos neste livro não são expressões de rebeldia à ortodoxia cristã, mas de inquietude diante de uma Igreja que...
+ Saiba mais


BEST-SELLER
Vivendo com propósitos apresenta a resposta cristã para o sentido da vida. Tomando como ponto de partida a afirmação de que Deus criou o homem...
+ Saiba mais


-----------------------------------------
  • BOSCH, David. Missão transformadora: mudanças de paradigmas na teologia da missão. São Leopoldo, RS: Sinodal, 2002.

  • XI Semana de Estudos de Religião - Fundamentalismos: discursos e práticas

    PRELETORES: Diversos
    DATA: 2 a 4 de outubro
    LOCAL: São Paulo (SP)
    Para saber mais, clique aqui!
  • "A missão é o sim de Deus ao mundo; a participação na existência de Deus no mundo. Em nossa época, o sim de Deus ao mundo revela-se, em grande medida, no engajamento missionário da igreja no tocante às realidades de injustiça, opressão, pobreza, discriminação e violência."
    David Bosch
  • Clique aqui para conhecer minha igreja. Você é nosso convidado!

Cadastre seu e-mail:

powered by Bloglet

 

 
....Copyright © 2006 Ed René Kivitz. Todos os direitos reservados.